sábado, 2 de agosto de 2008

Uma Amélia em NY

Sabe aqueles dias em que tu olha para os lados e pensa “Nossa, isso aqui está imundo!”. Daí bate aquela vontade de limpar o chão e passar pano nas coisas... Em Porto Alegre, se eu sentisse essa sensação, faria o que qualquer pessoa normal faria (vide “terça insana”), sentaria no sofá e assistiria TV até a vontade passar.

Mas aqui o lado Amélia falou mais forte. 4hs da manhã – horário normal de fazer faxina, ora! – peguei panos, produtos de limpeza e limpei o quarto todo. Chão, paredes, armários, banheiro (sim, mãe, limpei o banheiro). Levei o lixo para a rua. Quando terminei, aproveitei e lavei a roupa (a banheira, aliás, está me servindo como uma ótima “lavanderia”).

Ai, ai! Nada como dormir em um quarto limpinho e organizado.

ps: Calma gente. Eu não fui abduzida e entregue à terra com modificações biológicas. Tudo bem que eu senti prazer ao fazer a faxina, ajoelhada no chão e com lencinho na cabeça (pro cabelo não atrapalhar né?). Mas ainda sou a mesma. Juro.

4 comentários:

luh disse...

Tá..
You got to be kidding me!
Nem em UM MILHÃO DE ANOS vou acreditar que tu fez faxina..
Conta outra babe!

ADRIANA COMPARSI disse...

Também não estou acreditando. Mas vou contar agora mesmo para a minha mãe. Com certeza, ela vai ficar muito orgulhosa. Se ela desmaiar, ao saber da notícia, eu te aviso. Beijão.

nano-portilla disse...

na falta de acontecimentos em NY, tu tah tornando esse blog uma obra de ficção agora?!

Tai disse...

usauihsiuahsih
Nem vou dizer q é difícil acreditar...
mas, como diria minha avó: a ocasião faz o ladrão!
hahahahaha
Congratulations!
uiasiuahuishaish

E.. Não te preocupes, querida
és normal!
;-)